Mário Ferreira dos Santos: A Revelação dos Livros Sagrados, O APOCALIPSE DE SÃO JOÃO


"O Apocalipse é uma obra simbólica e, de certo modo, enigmática, mas compreensível para alguns, pois indica o caminho de iniciação cristã que, por meio da iniciação esotérica (sobretudo interior) pela elevação da mente, procura alcançar Cristo. A apresentação sóbria e sem títulos da obra, e também de João, é um indício de veracidade que, no final do texto, será reiterado por alguns comentaristas. Os beneficiários da revelação do Apocalipse (recebido por João) serão os servos de Jesus, os cristãos fiéis da Ásia Menor; extensivo a todos os cristãos da Igreja universal. É um livro de consolação dirigido aos fiéis no final do século 1, já que eles desalentados e acovardados ante a hostilidade dos poderes públicos estavam decepcionados por tardar a “parusia” do Senhor, e com a demora, a obra ficaria perdida. Porém, esta não foi a intenção do apóstolo, mas sim mostrar que a “parusia”, que se daria através da salvação em cada um pela iniciação cristã, se processa em nós próprios."

MARIO FERREIRA DOS SANTOS

Nota: Imagem tomada so Apocalipse do Lorvão, manuscrito iluminado datado de 1189, no início do reinado de D. Sancho I, segundo rei de Portugal. Criação: 1189. Fonte: Wikipedia.

Comentários

Postagens mais visitadas